Archive

Archive for the ‘O Esporte na Mídia’ Category

Novo padrão de estupidez

Nós vivemos em um país tomado pelo fanatismo doentio e xiita quando o assunto é futebol. A importância que dão para este esporte aqui no “País das Chuteiras” (como alguns bradam com orgulho) é de proporções tão imensas que outros esportes acabam ficando nas sombras: natação, vôlei, basquete, atletismo, Stock Car e, claro, nossa querida Fórmula 1.

A parcela de tempo destinado para cobrir todos estes esportes é mínima: diria, sem medo de errar, que 85% do tempo é voltado à cobertura de futebol, e os outros 15% divididos entre todos os outros esportes.

No nosso caso, é simplesmente impossível depender da televisão para nos manter atualizados, já que a Fórmula 1 ganha tempo no Globo Esporte somente nas sextas-feiras de treinos livres e nas segundas após as corridas, salvo alguma notícia bombástica. Não é preciso ser inteligente para perceber que o tempo é irrisório.

Então, para nós entusiastas, o que nos resta é buscar informações na internet, onde podemos encontrar rapidamente informações confiáveis, análises precisas e especulações fundamentadas… claro, nos sites ingleses.

Porém, para aqueles que não dominam a língua de William Shakespeare, resta depender da fraca mídia especializada brasileira, onde nos deparamos novamente com o problema do futebol: os maiores portais de noticias sobre F1 são de mega-empresas de mídia que também dão uma atenção exagerada para o “esporte nacional”. Portais estes que nem sempre dão bolas dentro…

Mas hoje o Globo.com extrapolou todos os limites com esta matéria.

Clique no link (enquanto eles não arrumam a cagada que fizeram) e deleite-se: a matéria diz que uma Renault usada por Fernando Alonso para conquistar seu primeiro título estará em exposição em um lugar qualquer. Qualquer conhecedor espera ver um R25, mas acaba se deparando com duas bizarrices que em nada lembram o bólido de 2005.

O “R25” do Globo.com tem uma asa dianteira nunca usada, uma asa traseira nas configurações de 2009 e não há badgeboards nem winglets, coisas que existiam em 2005. Confiram abaixo:

"Renault R25"

"Renault R25"

Verdadeiro R25

Verdadeiro R25

"Renault R25"

"Renault R25"

Se eles ainda fossem uma empresa amadora no ramo, era até aceitável, mas estamos falando da maior rede televisiva do Brasil e detentora dos direitos de transmissão em solo nacional que, querendo ou não, são influentes na mídia, em qualquer que seja a área. E com que credibilidade eles ficam? Quem entende do assunto vai rir da cara deles e passará a confiar menos em suas noticias, enquanto os que não entendem vão ficar menos entendidos sobre o esporte com estas informações errôneas.

Vergonha… isso é uma grande vergonha.

Agradecimento ao Claudemir Freire, que postou o link na seção de comentários do F1 Around e acabou me dando a idéia de fazer este post.

Boatos e suas repercussões

Estava sentado em minha cadeira, durante o horário de serviço, quando meu irmão (sim, trabalhamos juntos) olha para mim e diz: “Tô vendo aqui que o Alonso vai pra Ferrari”. Virei minha cadeira e olhei para ele, com uma expressão de sarcasmo, e rebati: “Nem precisa me dizer… deve ser notícia do AS”. Dito e feito – a notícia era mesmo do jornal espanhol.

Fernando Alonso na Scuderia Ferrari?

Fernando Alonso na Scuderia Ferrari?

Não faz muito tempo desde que comecei a acompanhar a Fórmula 1 diariamente – apenas em setembro do ano passado eu consegui acesso em alta velocidade à internet (talvez, por essa pouca experiência, eu me encontro falando besterias em blogs e sendo corrigido constantemente). Desde então, venho acompanhando diariamente sites e blogs sobre o assunto, mas como todo leigo, comecei lendo portais de empresas não especializadas no assunto, e, conforme explorava mais a world wide web, fui descobrindo sites mais confiáveis. No fim, acabei deixando minhas antigas fontes de informação para trás.

Naquela época, eram quase diários os boatos do AS relatando a transferência de Alonso para os carros escarlates. O caso mais cômico deles foi a ‘republicação’ do boato (sim, pois esses boatos são tão iguais que parecem apenas uma cópia) logo após o anúncio da renovação do contrato de Kimi e Massa até o fim de 2010! O engraçado é que essas notícias só repercutiam em sites não especializados em Fórmula 1 (não querendo ‘dar nome aos bois’, mas o Terra ou o Globo Esporte, por exemplo), enquanto nossas ‘leituras diárias’, como o Autosport, por exemplo, nem cita tais notícias. Dessa vez não foi diferente – meu irmão estava vendo o site ClicRBS, a filial gaúcha da Rede Globo. Apressei-me para checar a notícia em um site confiável e acabei achando nada.

Não é preciso ser jornalista para perceber que essa história de Alonso na Ferrari é pura pressão da imprensa espanhola, alimentada pelos maus resultados de Kimi ano passado. Somado a isso está o suposto apreço da tifosi pelo espanhol, a apatia pelo jeitão frio e inexpressivo do finlândes e o patrocínio do Banco Santander à Ferrari. Mas mesmo que haja fatores a favor de Alonso na Ferrari, não passa de um boato veiculado pela imprensa espanhola, que, exatamente por ser espanhola, já dá motivos para desconfiar da veracidade das informações.

Não quero me prolongar nisso, pois é um assunto que me irrita. Ao invés da imprensa brasileira se focar em explicar aspectos técnicos do esporte (poderia me delongar aqui, mas esse assunto é tão grande que merece um post próprio) ou políticos, eles preferem alimentar especulações com mais teorias do que fundamentos.

O esporte já tem pouco espaço na nossa ‘mainstream media’, e eles ainda o disperdiçam dessa forma.

Coisas do páis do futebol…

Guilherme