Arquivo

Archive for the ‘Novos pilotos’ Category

Kamui Kobayashi: a próxima vítima da Fórmula 1 sem testes?

Um corte na perna. Foi isso o que sofreu Timo Glock em sua batida nos treinos classificatórios para o GP do Japão… pelo menos era o que se pensava. Porém a Toyota anunciou ontem que, após mais exames realizados em sua terra natal, o piloto alemão não disputará o Grande Prêmio do Brasil devido a uma vértebra trincada/rachada (não foi divulgada em que região da coluna se encontra esta vértebra, mas é mais provável que seja na região torácica). Em seu lugar, correrá o reserva Kamui Kobayashi

Kamui Kobayashi em Suzuka

Kamui Kobayashi em Suzuka

A Fórmula 1 este ano está marcada por um grande número de pilotos, comparado ao pequeno número de equipes. Com Kobayashi, serão 25 nomes nas tabelas deste campeonato, sendo três deles novatos que caíram no meio do tiroteio sem nenhuma experiência nas costas… Grosjean, um desses novatos, já está tomando os primeiros tiros.

Isso é consequência da imbecilidade de cortar todos os testes durante o ano. Há anos que não há tantas vagas em equipes para o ano que vem, mas ao invés de novos nomes, tudo o que as especulações trazem são pilotos “idosos”, como Villeneuve e Alex Wurz. E os novos talentos que se ralem… Sem poder testar e se adaptar aos carros, estes inexperientes pilotos acabam por não mostrar todo seu real potencial.

Kamui, atual campeão da GP2 Asia, será mais um que cairá neste triturador chamado Fórmula 1. Sua única experiência com o TF109 foi nos treinos de sexta para o GP do Japão, onde ele (ironicamente) substituiu Glock, e até que não se saiu tão mal para um estreante – 12º entre 17 que treinaram naquele dia.

O problema para ele está em sua inexperiência em condições normais de corrida (pois aquele treino em Suzuka ocorreu debaixo de chuva) e desconhecimento da pista – como ele mesmo admite, só conhece Interlagos por “jogos de computador e televisão”. Kamui diz que não demorará muito até aprender o necessário sobre a pista, mas logo ele vai perceber que as ondulações no traçado paulista não estão no videogame.

Resta somente ver se Kamui sairá vivo ou morto desta jaula de leões, e como a Toyota lidará com seu primeiro piloto japonês a disputar uma corrida por eles.

E alguém esperava o contrario? [2]

Parece até complementação à notícia de ontem. A Renault confirmou o francês Romain Grosjean no carro nº 8.

Romain Grosjean no R29

Romain Grosjean no R29

Realmente, nenhuma surpresa no anunciado. A única parte do comunicado que causa espanto é um depoimento do Briatore:

Nós estamos felizes por dar ao Romain a chance de começar a correr com o time. Ele é um talento jovem impressionante e esperamos que ele mostre suas habilidades ao lado de Fernando, já que tomaremos uma estratégia agressiva para a segunda metade deste campeonato.

Nós também gostariamos de agradecer Nelson por sua contribuição durante o tempo em que esteve conosco e desejamos a ele o melhor para o seu futuro

-Flávio Briatore

O depoimento de Briatore trás duas idéias à mente:

1º) Já fica claro que seu estilo maquivélico de extrair resultados de seus pilotos está em ação sobre Romain, quando ele diz “esperamos que ele mostre suas habilidades ao lado de Fernando”. Se alguém achava que Piquet saiu por um suposta preferência de Briatore a Grosjean, vai perceber logo que o suíço (não, ele não é francês) vai ter a mesma vida difícil que o brasileiro tinha dentro do time, e não creio que o fato de Grosjean ter como pai um dos principais advogados da Renault vai ajudar muito. Piquet é filho de um tricampeão mundial que trouxe dinheiro para a equipe, e isso não impediu que ele fosse mandado embora pela porta dos fundos.

2º) O segundo parágrafo é interessante. Briatore agradecendo Piquetzinho depois de tudo o que ele disse é, no mínimo, um milagre. Briatore falou como se nada tivesse acontecido e Piquet saído do time na boa. Fiquei com a impressão de que a “contribuição” que Briatore se referia tinha números e cifras…

Agora nos resta ver como o terceiro novato do ano vai se sair na categoria máxima do automobilismo, tendo como chefe de equipe o homem mais mercenário do pitwall.

Guilherme