Início > Estatísticas > GP de Abu Dhabi – Estatísticas

GP de Abu Dhabi – Estatísticas

Red Bull: final de temporada perfeito

Red Bull: final de temporada perfeito

A temporada acabou, então nada mais apropriado do que fazer uma atualização dos números da categoria. Com qual piloto a carreira de Lewis Hamilton coincide? Quantos pilotos japoneses já marcaram pontos na Fórmula 1? E quais outros Grandes Prêmios não foram realizados sob o nome de seu país?

  • Sebastian Vettel conquistou no domingo sua quinta vitória na carreira, sendo a primeira em que ele não largou na pole-position. Michele Alboreto, Nino Farina, Clay Regazzoni e Keke Rosberg também têm o mesmo número de trunfos.
  • Foi a sexta vitória da Red Bull, a terceira consecutiva, sendo todas nesta temporada. A equipe já é a 18ª mais vitoriosa, tendo à frente a Brawn, com oito vitórias.
  • Lewis Hamilton faturou sua 17ª pole-position em apenas 52 corridas, somando agora a mesma quantidade de poles que Sir Jackie Stewart. Dos seus contemporâneos, o único com mais é Fernando Alonso, com dezoito.
  • O problema nos freios da McLaren de Lewis significou a primeira quebra mecânica do rapaz desde que ele entrou na categoria.
  • Um fato curioso (e para os fãs, assustador) sobre a carreira de Lewis é que ele tem terminado os campeonatos nas mesmas posições que Jacques Villeneuve. Ambos terminaram seus três primeiros campeonatos em segundo, primeiro e então quinto.
  • Kamui Kobayashi marcou seus primeiros 3 pontos em apenas duas corridas, tornando-se o 7º japonês a marcar pontos pelo mundial de Fórmula 1 – os outros foram Ukyo Katayama, Shinji Nakano, Aguri Suzuki, Takuma Sato e ambos Nakajimas. Ele é o 311º piloto a marcar pelo menos 0.5 ponto, e está na 237ª posição geral na tabela de pontuadores.
  • Este foi o último GP para a equipe BMW Sauber [edit:] e para a Toyota.
  • O GP de Abu Dhabi é um dos poucos que não foi nomeado pelo país onde a corrida se realizou (os Emirados Árabes Unidos, no caso). Abu Dhabi é, de fato, a capital dos EAU e o um dos mais ricos e influentes emirados da união, ao lado de Dubai.
  • Outros casos de GPs com nomes curiosos são aqueles em que o nome do GP tinha o nome de um país diferente de onde ele foi realizado. Era o caso do Grande Prêmio de Luxemburgo (que ocorreu na Alemanha) e o GP de San Marino (que era realizado na Itália). Corridas já foram nomeadas por oceanos (Grande Prêmio do Pacífico), regiões (Grande Prêmio do Oeste/Leste dos Estados Unidos), cidades (Grande Prêmio de Pescara) e países que são cidades (Grande Prêmio de Cingapura).

Nos próximos dias trago a vocês uma pequena entrevista que fiz com meu colega blogueiro Matheus Ribas. Não, não sou jornalista para entrevistar alguém, mas a proposta é interessante: ele é fã de futebol e não gosta de Fórmula 1, eu, sou o contrario. Ele responde perguntas sobre F1, e eu sobre futebol. Logo vocês verão o resultado desta pequena experiência. As respostas dele estarão aqui, e as minhas lá no blog dele.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: