Início > Opinião, Política no Esporte > Efeito Dominó

Efeito Dominó

Em um curto anúncio, o ING Renault F1 Team anunciou a queda de duas peças neste dominó do Crashgate: Briatore e Symonds.

Symonds e Briatore: dispensados pela Renault

Symonds e Briatore: dispensados pela Renault

Na verdade, não é nenhum espanto. Uma mega-empresa como a Renault não pode deixar que a atitude isolada de duas pessoas afete o time como um todo. Tal propaganda negativa tem impacto nas vendas de carros da marca francesa (que já haviam caído), e óbviamente é disso que ela sobrevive. Quando alguns funcionarios fazem uma “cagada”, é natural que sejam demitidos, visando reversão ou abrandamento dos danos causados.

Mas é esse mesmo o motivo? A Renault diz, no comunicado, que não contestará as alegações pela FIA sobre o GP de Cingapura de 2008, o que nos leva a pensar que a Renault está tomando uma posição de auto-culpa. Provavelmente eles conduziram suas próprias investigações e descobriram a verdade de todo o plano. Oras, a equipe demite dois funcionarios da mais alta hierarquia na equipe e diz que não contestará as acusações? Então, ao meu ver, estão assumindo a existencia da fraude e, consequentemente, parte da responsabilidade.

Demiti-los pode fazer parte de uma estratégia para diminuir as punições que poderão vir após o dia 21, sendo agora uma punição para a Renault, Briatore e Symonds, e não para a Renault como um todo.

O futuro da equipe:

Sem um chefe de equipe e sem um diretor de engenharia, o que será da Renault? Tomando uma tática de realinhamento de comando, Bob Bell, diretor técnico da equipe, poderia “aglutinar” as tarefas de Pat Symonds.

Briatore tinha duas pessoas abaixo de si na hierarquia da equipe, portanto são os mais aptos a substituí-lo: Rob White e Andre Laine.

O problema que isso traz é o sobrecarrgamento destas pessoas, sendo então mais inteligente chamar pessoas de fora.

Joe Saward aponta vários nomes, sendo Olivier Quesnel (no comando da Pegeout Sport) o nome mais óbvio. Ele também cita Jean-Paul Driot, que comanda a DAMS há 21 anos, embora o team principal seja Eric Boullier. O mesmo Eric também faz o mesmo papel na A1GP Team France, e é citado por Joe.

No fim, a montadora francesa assumiu a culpa pela farsa e as cabeças dos responsáveis foram caçadas. Além dos possíveis novos chefes da Renault, ainda temos a questão da punição: multa, exclusão do campeonato atual ou até mesmo do cameponato de 2010, e, no pior dos casos, exclusão da categoria. Mas esqueçam estas últimas duas – elas são muito danosas a todos, não somente à Renault.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: