Início > Opinião > Até onde vai a ganância?

Até onde vai a ganância?

Aqui vai apenas uma ponderação: até que ponto os patrocinadores deveriam influenciar as corridas?

Não sei quem decide como serão os troféus, se é Bernie Ecclestone ou se são os organizadores do evento, mas deixar que um patrocinador influencie no design dos cobiçados prêmios é demais para o meu gosto.

Os trofeuzinhos do Santander...

Os trofeuzinhos do Santander...

Os troféus são o simbolo da vitória, uma das características mais marcantes de um grande prémio. Não há como não se imaginar subindo no alto do pódio, levantando uma dessas taças. Deixar que o patrocinador do evento – no caso, o Banco Santander – coloque seu logotipo nos troféus é, no mínimo, uma infâmia. Quem quer que tenha aceitado tal blasfêmia, assassinou a tradição do esporte e arrancou suas raízes, rendendo-se à ganância. Acabou por tirar qualquer brilho da premiação. Quanto mais eu vejo isso, mas percebo o quão lindos são os vasos premiados no GP da Hungria, o troféu dourado do GP da Inglaterra (apesar de o segundo e terceiro lugares terem recebido os “foguinhos” do Santander) e o troféu de vídro do extinto GP do Canadá…

Coitado do Webber, que teve de ganhar isso como seu primeiro troféu de primeiro lugar.

Guilherme

Anúncios
Categorias:Opinião
  1. 22/07/2009 às 17:28

    Aháááá, eu sabia que tinha lido sobre esses troféus do Santander em algum lugar…

  1. 22/07/2009 às 17:27

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: