Início > Política no Esporte > Max, Luca e um karaoke

Max, Luca e um karaoke

O post foi originalmente escrito em 26/06/2009, no Grand Prix in Brazil. Houve apenas algumas adaptações pós-tradução.

Ontem (25/06), Max Mosley enviou uma carta a Luca di Montezemolo, dizendo o quão ‘chateado’ ele estava por ter sido chamado de ditador, e agora considera aberta a sua opção por se reeleger ou não em outubro.

Engraçado é que Max insultou os membros da FOTA durante algum tempo antes de o acordo do dia 24 de junho ser firmado, rotulando-os de ‘lunáticos’, e nenhum deles enviou uma carta para Max Mosley, solicitando um pedido formal de desculpas.

Todos que trabalham com público e com clientes sabem que, se um de seus clientes entra na sua loja e cospe insultos em sua direção e grita na sua cara, você não pode entrar no mesmo jogo. Você deve se manter quieto, ouvindo e absorvendo todos os insultos, até que o cliente perceba que está errado e que ele protagonizou uma cena ridícula e, só assim, você poderá conversar com a pessoa e resolver o problema. Adaptando o cenário descrito ao atual momento da Fórmula 1, a FOTA permeceu quieta enquanto Max os insultava. Já é hora de Mosley perceber o quão deplorável é seu papel desta novela.

E agora, depois de ser chamado de ditador, Mosley se levanta contra a FOTA e demanda um pedido de desculpas formal vindo de Montezemolo. Por que ele não se desculpa para a FOTA, para começo de conversa?

Enquanto Mosley continua demandando seu tão precioso pedido de desculpas, Montezemolo fala (com toda a razão) em terminar com essas brigas politicas que assombram o esporte há meses. Considerando que, ao meu ver, Mosley sofre de um caso avançado de egocentrismo, ser ignorado deve ser o pior castigo para ele.

Finalmente, ao final de sua carta, Mosley diz algo com um pouco de bom-senso:

A Fórmula 1 é dirigida por nosso forte grupo de 25 pessoas sem nenhuma ajuda minha ou de algum outro terceiro.
Max Mosley

Ele está, de fato, certo. A Fórmula 1 sobrevive sem nenhuma ajuda de Max. Na verdade, ele tem sido um grande e pesado fardo para se carregar nos últimos 18 anos.

Mas o que diabos o ‘karaoke’ tem a ver com a história? Bem, há alguns dias eu estava procurando por algumas músicas que eu não ouvia mais, só para variar um pouco. Acabei achando esta aqui, e imediatamente eu imaginei Max e Luca cantando juntos, como se um verso fosse escrito de um para outro. Os versos sublinhados são cantados por Max, enquanto os versos em itálico são cantados por Luca (obviamente, versos sublinhados e em itálico são cantados por ambos). Aqui vai um pedaço da letra, já que o resto não tem muito a ver com a história…

Megadeth – Prince of Darkness
(Mustaine/Friedman)

Minhas vítimas são ricos e pobres, jovens e velhos, fortes ou fracos
Eu criei as mentiras, distorci o que você disse, não falei a verdade.

Eu tiro o que você ama, e te deixo em lágrimas
Eu aprisiono sua alma, suas esperanças são os meus jogos
Eu arranco teu orgulho, minhas promessas são vagas
Enquanto você queima na estaca eu danço com as chamas

Um aperto de mão sem valor, o ladrão mais esperto, eu roubo sua riqueza (o Bernie canta aqui)
Eu respondo suas preces por ganância e luxúria
Mais do que maligno, eu rio da sua confiança!

(…)

Pelo menos essa novela tem uma trilha sonora interessante…
Guilherme

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: